Marketing 4.0 dentro do ramo odontológico

Desde a década de 90, a internet tem sido a principal responsável pela evolução e pela transformação de comportamento, desde a forma de comunicar até de consumir. Quer um exemplo? Me fale, a última vez que fez uma compra, quantas vezes acessou a internet durante o processo?

Não se assuste, você não é o único. Hoje em dia, antes de realizar a compra de um produto ou mesmo de um serviço, é normal acessar as informações do que vai consumir, a sua eficiência e avaliação, qual melhor marca, onde é oferecido o melhor valor, a qualidade do atendimento, se é melhor fazer a compra online ou presencial.

Enfim, antes de realizar uma compra, existem muitos quesitos a serem respondidos, isso ocorre para compra de uma roupa, de um carro, de um eletrodoméstico, ou até mesmo para fechar um pacote de viagem, um curso, uma cirurgia médica, procedimentos odontológicos, entre outros.

A questão aqui é, que cada vez mais, as empresas precisam mostrar seu valor e ganhar a confiança de seu consumidor para ter sucesso.

O cliente satisfeito passou a ser a propaganda mais eficaz que uma marca pode ter, pois os próximos compradores ouvirão a opinião dele antes de consumir.

Afinal, um paciente não irá fazer um procedimento de lente de contato dental ou clareamento dental com moldeira com você se seus outros pacientes disserem que seu serviço não é eficaz ou que não tem cuidado ao realizar o trabalho, não é?!

A imagem e reputação da sua marca pessoal e profissional é um dos principais pontos para o seu sucesso.

Mas como o marketing entra nessa história?!

O marketing existe desde o século XIX, seu objetivo principal basicamente, é entender as necessidades do consumidor e conseguir atendê-las de forma eficaz.

Para isso, foi criado o conceito dos 4 P’s:

  • Produto: seja em formato de serviço, produto ou até mesmo uma ideia, o produto é aquilo que é oferecido para o consumidor.
  • Praça: é onde será feito a compra para o consumo do produto, seja online ou físico.
  • Preço: é o custo do produto, levando em consideração seu valor agregado, como a mão de obra, qualificação do profissional, etc.
  • Promoção: basicamente, é a divulgação deste produto.

Mas com os avanços tecnológicos e da sociedade, o marketing também foi evoluindo. Então vem comigo para um passeio entre as etapas que o marketing já percorreu.

Marketing 1.0

Ainda na Revolução Industrial, os produtos eram produzidos em grande escala ou com a taxa de competitividade quase nula, por isso o foco era completamente no produto.

As necessidades do cliente não eram consideradas, uma vez que eles não tinham opções para escolher de onde levar o produto em questão. A produtividade era alta, sendo preciso aumentar a demanda do público.

Marketing 2.0

Nesse cenário, os lugares são invertidos, com o crescimento das empresas as opção para o consumo aumentam. Ou seja, aumenta também a competitividade, então agora o consumidor passa a ter um papel de mais valor e se torna foco.

Sendo assim, o marketing agora tem como principal objetivo satisfazer seu cliente.

Marketing 3.0

Esse é o marketing que todos estão acostumados, o foco é: colaboração, cultura e espiritualidade.

Aqui, as marcas já não querem – e nem podem – apenas vender e atender as exigências do cliente, o objetivo é maior que esse.

O consumidor exige das marcas um atendimento mais humanizado, com posicionamento das causas, que se tornem próximos e criem laços com o produto ou serviço em questão, além de partilhar de seus valores. Objetivo nesse ponto é fazer a diferença no mundo.

O consumidor se torna fiel a marca e o consumo não é mais apenas pela necessidade, mas sim como apoio e fidelidade a marca consumida.

Por essa razão nos deparamos com empresas e marcas de todos os segmentos nas redes sociais, se posicionando e com suas personalidades. Marcas veganas, marcas que apoiam causas fazendo doações, que se unem uma às outras em prol de um bem maior. Mas isso não para por aí, com isso, vem o próximo passo.

Marketing 4.0

Mantendo a ideia do marketing 3.0, está sendo exigido da sociedade um movimento de inclusão social, do senso de comunidade e de fazer a diferença.

Hoje, todos se encontram na internet na maior parte – senão em todo – seu dia, a revolução digital está acontecendo e para uma empresa conquistar seu lugar e ter sucesso ela precisa estar no mundo online.

Segundo Philip Kotler, o marketing 4.0 diz que para atrair o consumidor é preciso apresentar conteúdos relevantes para causar identificação, assim você pode oferecer soluções à ele, mostrar propriedade sobre assuntos do seu segmento, novas tendências e novidades do mercado, entre outras pautas.

Além disso, a informação é o que move o mundo, sendo capaz de causar mudanças.

Tendo como principal diferença do marketing 3.0, o ambiente. O marketing 4.0 tem como estratégia e foco o mundo digital.

Para aplicar o Marketing 4.0

Pensando em tudo que foi dito acima, existem alguns pontos que precisam ser seguidos para aplicar o marketing 4.0:

  • As relações da sua empresa precisam ser horizontais, o ponto alto dessa estratégia é o relacionamento com seu público, mas para isso você precisa se colocar como pessoa. Então crie uma identidade para sua marca e interaja com seus clientes para fortalecer seus laços.
  • Esteja preparado para possíveis crises, com as redes sociais todos podem se manifestar e influenciar os demais. Isso significa que nem tudo estará sob seu controle – ainda mais com a nova onda do cancelamento – por isso tenha um manual de gerenciamento de crise e/ou faça um monitoramento das menções da sua marca para preservar e cuidar da sua reputação.
  • Integre o online e o offline, mesmo com todas as evoluções tecnológicas, novas ferramentas e software, nada substitui a interação humana. Por isso é preciso ter um equilíbrio.

Por fim, lembre-se que o que você realmente busca é a fidelidade e o relacionamento com seu consumidor, então mesmo com as influências da internet que nem sempre serão as mais positivas, tendo a fidelidade do seu público eles ainda se tornarão defensores da sua marca!

Ou seja, mesmo que exija uma mudança de cultura dentro das organizações, o marketing 4.0 veio para mostrar que não se pode tratar o consumidor como massa, mas sim com compreensão e aproximação individual dentro da massa.

E não esqueça, mesmo após todo o processo, a relação deve continuar, então posso dar uma última dica? Não esqueça do pós venda.

Conteúdo produzido por Giulia Vaz, redatora na empresa Vue Odonto

Top